sábado, 13 de agosto de 2011
"Não me lembro mais onde foi o começo, foi por assim dizer escrito todo ao mesmo tempo. Tudo estava ali, ou devia estar, como no espaço-temporal de um piano aberto, nas teclas simultâneas do piano. Escrevi procurando com muita atenção o que se estava organizando em mim e que só depois da quinta paciente cópia é que passei a perceber. Meu receio era de que, por impaciência com a lentidão que tenho em me compreender, eu estivesse apressando antes da hora um sentido. Tinha a impressão de que, mais tempo eu me desse, e a história diria sem convulsão o que ela precisava dizer. Cada vez mais acho tudo uma questão de paciência, de amor criando paciência, de paciência criando amor."

3 comentários:

  1. belas palçavras,...texto bem escrito...

    ResponderExcluir
  2. Texto maravilhosamente escrito.
    http://lollyoliver.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi blá blá blá... Gostei daqui. Fiquei. Segui.
    Passa lá no meu blog e me segue também...


    http://compartilhandosentidos.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.

Google+ Followers

Follow by Email

Follow by Email

Marcadores

Seguidores

Pesquisar este blog